segunda-feira, 8 de julho de 2013

Sobre superar e esquecer...

Há tempos que venho tentando escrever sobre isso, mas palavras(e tão possivelmente um dom) para relatar em papéis ou em um computador sobre o que eu realmente quero falar. Acredito que a maioria das pessoas passam por momentos difíceis e de querer desistir de tudo, mas eu sempre acabo por enxergar um futuro, mesmo que distante, que me dê fé e um pouquinho de vontade de viver mais. Também creio que os desastres da vida não nos fazem cair para ficarmos acorrentados à uma dor e ali nos desgastarmos, mas sim que caímos para podermos aprender a levantar e segurar firme na próxima lombada.

Talvez muitos não acreditem ou talvez não viveram isso o que estou dizendo, mas pago para ver quem nesses anos em que a humanidade não vive e reluta contra a dor, até muda o jeito de viver, o caminho que anda para não trombar com alguma desgraça do cotidiano. É só ligar a Tv para logo dar de cara com algo que muda o nosso pensamento sobre aquele dia. Não é assim que eu quero viver, ou talvez não é assim que eu me imagino ser. Utilizo essas tragédias como lições de vida, como um aviso, mas não como uma forma de medo, mas uma forma de superar e dizer "Eu posso passar por isso, mas prefiro prevenir!". Se a desgraça tá feita, não ouse se jogar numa cova e se enterrar com ela. Saiba tomar conta da sua vida e crie um rumo para superar.

Seres humanos são animais racionais, porém inúmeras vezes me pergunto se utilizamos a nossa razão para motivos realmente grandiosos, e, também sei que muitos pensam como eu. É difícil estar convicta de que nós mudamos e transformamos o mundo, mas não conseguimos superar algo que nos atormenta toda vez que escutamos nome de fulano, uma frase, que sentimos um perfume. Somos frágeis, inteligentes, mas tão estúpidos ao mesmo tempo. Eu aprendi que nada é em vão, tudo acontece por algum motivo, e precisamos usar nossas experiências a nosso favor. Precisamos aprender a esquecer, a superar, mas cada um tem uma maneira de pensar e agir. Eu aprendi da forma mais difícil, aquela em que você cansa de seguir, e começa a abrir caminho. Penso ser melhor assim, quando eu comando as minhas ideias e as minhas vontade. Aprendi a superar assim e ando muito bem, obrigada. E você, já superou?

2 comentários: