quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Não me leve a sério

Não me leve a sério. Me leve à um passeio, à um restaurante. Me leve a algum lugar que eu nunca fui. Me leve para onde quiser ir. Me leve para o mar, ou para as montanhas. Me leve para um país, ou me deixe aqui. Me leve nas costas, ou do seu lado. Me leve nos braços, me leve desajeitada. Me ajeite. Me leve para onde for, e se lá ainda houver amor, faço questão de te levar.

Me leve pro inferno, me deixo no Paraíso. Me leve daqui, me deixe ali. Não me deixe cair. Não me largue. Me segure, firme. Me leve a uma viagem, a um cruzeiro. Me leve a tua casa, teu apartamento. Me leve a tua família, tua roda de amigos. Me leve ao teu guarda roupa, a tua camisa. Me leve a tua porta, teu corredor. Me leve para onde quiser ir.

wєℓco | via Tumblr
Me leve em teus braços, um abraço. Me leve um beijo, um carinho. Me leve flores, e chocolates. Me leve presentes, ou apenas lembrancinhas. Me leve um amor, teu. Me leve você. Me leve ao teu peito, teu coração. Me leve devagar, sem pressa. Me leve, me encaixe. Me leve a tua vida. Me leve teu cobertor, tua cama. Me leve teu lençol, teu cheiro. Me leve tua presença, companhia. Me leve teu peito, coração. Me leve tua doçura, solidão. Me leve tua cura, rendição. Me leve teu apelo, oração.

Me leve teu sorriso, despreparado. Me leve teu jeito, desajeitado. Me leve teu cabelo, embaraçado. Me leve teu riso, escancarado. Me leve teu bolso, desafortunado. Me leva teu corpo, ensanguentado. Me leve teu medo, escondido. Me leve teu amigo, inimigo. Me leve tudo, que queiras levar. Traga-me tua vida, eu sei aceitar. Traga-me um destino, eu sei escrever. Traga-me um defeito, eu sei consertar. Traga-me um altar, eu subo lá. Leve-me lá. Estarei esperando. Leve-me uma aliança, encaixe em meu dedo. Unidos estaremos, mais do que nunca. Leve-me à nossa casa, nossa moradia. Eu e você.

Então, por favor... Não me leve a sério!

Nenhum comentário

Postar um comentário